APOROS - Associação Nacional contra a Osteoporose

Publicações PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

1ª Edição da Bolsa de Investigação em Osteoporose

A Associação Nacional contra a Osteoporose (APOROS), a Sociedade Portuguesa de Osteoporose e Doenças Ósseas Metabólicas (SPODOM), a Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), com o apoio da Amgen, abrem candidaturas para a 1ª Edição da Bolsa de Investigação em Osteoporose. Uma bolsa, no valor de 10.000 euros, que procura impulsionar a investigação científica e/ou epidemiológica para uma doença que representa um grave problema de saúde pública.

 AMGEN OSTEOPOROSE BolsaInvestigação banner 940x788 04022019

Veja o regulamento aqui





A osteoporose no local de trabalho

Os custos sociais, económicos e humanos da osteoporose em relação a trabalhadores, empresas e governos

Leia aqui o texto completo.

Osteoporose: o «efeito dominó» da redução da massa óssea

aporos_artigo

 

O Estado da Reumatologia em Portugal

 

estado_reumatologia

Clique aqui para ver o sumário.

 

International Osteoporosis Foundation

Para mais informações acerca de Osteoporose visite a página da IOF em www.iofbonehealth.org.

Relatório Europeu avalia 10 anos de progressos na Osteoporose


eu-report-2008-195x276No dia 14 de Outubro 2008 foi apresentado em Bruxelas o relatório "Osteoporosis in the European Union 2008:

Ten years of progress and ongoing challenges". Este documento foi preparado pela International Osteoporosis Foundation (IOF), com o apoio do Painel de Consultores em Osteoporose da União Europeia e com o patrocínio do Grupo de Interesse em Osteoporose do Parlamento Europeu. O relatório dá conta dos progressos que se efectuaram nos 10 anos que se seguiram ao relatório "Osteoporosis: A call to action".Apesar dos progressos verificados, o reconhecimento da osteoporose como uma prioridade de saúde ainda não é uma realidade em 21 dos países da União Europeia. No que respeita a Portugal a situação quanto ao acesso aos meios diagnósticos e terapêuticos é boa, mas existe a necessidade urgente de racionalizar eficazmente a utilização dos recursos disponíveis.

Relatório de Portugal